quarta-feira, 15 de agosto de 2012

A influência do externo no interno

           Quem nunca ouviu que as mudanças precisam acontecer de dentro pra fora?

          Realmente esse tipo de mudança é o mais efetivo e autêntico. O que de fato sentimos transborda e gera efeitos em nosso comportamento, expressões faciais, postura e modo de interagir com os outros. Por isso tanto se afirma que as roupas que escolhemos são reflexos de quem somos. No entanto, uma ação externa  pode ser uma grande aliada na alteração de percepções internas e, aliás, em alguns casos, é fundamental para que ela de fato ocorra. Por exemplo, para meditar e atingir estados de consciência mais profundos, a princípio, é necessário ficar em um local silencioso e agradável, aquietar o corpo e mantê-lo em uma posição estável, firme e confortável. Desta forma, para se atingir alterações no estado de consciência, uma atitude externa e física pode acelerar o processo. Existe aí uma mudança externa influenciando o resultado interno.



          Da mesma maneira, não pense que somente uma prévia mudança em seus pensamentos e emoções será capaz de alterar a forma como você se apresenta para o mundo. Muitas vezes, acrescentando elementos físicos como uma roupa, um acessório ou até mesmo uma simples maquiagem é possível alterar imensamente o próprio bem-estar e a autoconfiança. Você já percebeu como homens mudam de postura imediatamente ao vestirem um paletó novo? O peito estufa, a coluna fica ereta e um ar de confiança toma as expressões faciais. Mulheres quando saem do cabeleireiro após uma super escova de revista nos cabelos se sentem muito mais sensuais e poderosas.

          E vai além. Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos comprovou que voluntários que vestiam jalecos brancos sabendo que estes pertenciam a um médico tiveram sua capacidade de concentração aumentada expressivamente, por considerarem o efeito simbólico da vestimenta de um médico, que deve ter cuidado, atenção e ser mais rigoroso em suas funções (acesse a pesquisa no NY Times). Não é muito louco pensar que além de alterar estados emocionais, o que escolhemos vestir pode modificar nossa atividade cognitiva? 

A roupa faz o herói! De menino de rua ignorado para "super herói" apenas com uma troca de roupas.

          Por isso é tão interessante conhecer certas técnicas de imagem e vestimenta e as percepções internas que elas geram não apenas nos outros, mas em nós mesmos! 

          Então, lembre-se que se acordar de baixo astral e quiser dar um empurrãozinho no humor, uma roupa que te faça sentir bem, uma cor mais vibrante, um acessório diferente ou uma peça que tenha algum significado importante podem ajudar! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário